e-letras > tailor diniz


Crime na Feira do Livro - orelha de Altair Martins

Esta é uma novela para se ler em Porto Alegre ou, ao menos, tendo na retina suas ruas, a paisagem do Guaíba e, sobretudo, dos jacarandás da Feira do Livro.

Mas também é uma novela para quem gosta de livros – policiais ou não – que mantêm o leitor suspenso ao labirinto envolvente da trama. Há aqui três ingredientes básicos em torno de um mistério, digamos, literário: diálogos entre comida e bebida (em generosas proporções), a figura da mulher sensual e intimidadora e o gosto pela racionalidade investigativa.

Em meio à crise econômica que abalou o mundo em 2008, o detetive Walter Jacquet e seu escudeiro João Macedônio (interlocutor típico dos detetives e que faz lembrar a paternidade simbólica de Macedónio Fernández sobre Borges), quase testemunham um crime ocorrido nas imediações da Praça da Alfândega, durante a Feira do Livro de Porto Alegre. Adavilson, um conhecido livreiro, é assassinado por um homem mascarado, e o livro que a vítima levava na mão é misteriosamente trocado por outro.

Tecem-se aí as linhas mestras de uma narrativa envolvente, ágil e muito bem humorada. O humor, por sinal, é o tempero pessoal de Tailor nesta trajetória de Jacquet em busca do desvendamento do crime, passando pela misteriosa Confraria do Acaso e suas figuras bizarras, no Bom Fim, e pelas considerações acerca da sensualíssima delegada Florença Flores, mulher de um incisivo superior cruzado – coisa rara nas mulheres ortodônticas de hoje! – e que leva no bolso do tailleur uma Colt .45!

Entre comilanças – e as comidas são tantas! –, no alto do edifício Esplanada, divisa dos bairros Independência com Moinhos de Vento, os dois amigos, ao sabor de aperitivos, charutos e boa música, resolvem participar da investigação pelo gosto puro da aventura racional.

Um final marcante, um livro raro encontrado e um prato pessoal de Jacquet aguardam o leitor. E tudo numa primavera em Porto Alegre. Enfim, é de se abrir o livro para perceber que Tailor Diniz renova os temperos e inclui justificadamente o seu nome na receita.



Escrito por tailordiniz@yahoo.com.br às 13h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  Revista Aplauso
  LiRE: fr
  Walter Galvani
  Luiz Paulo Faccioli
  Cíntia Moscovich
  Revista Bestiario
  Carpinejar
  Luiz Antonio de Assis Brasil
  Nei Duclós
  Charles Kiefer
  Valesca de Assis
  Ana Mello
  Editora Casa Verde
  Carlos Besen
  Fernando Rozano
  Tabefe
  Revista Nova Cultura
  Xico Sá
  Bebeto Alves
  Blog do Galeno
  Ricardo Noblat
  Carta Maior
  Cássia
  Blog da Rosane
  Danuza